DIMENSÃO SENTIDOS II

  

Estaremos realizando em 19 e 20 de abril próximos a 16ª Dimensão – Sentidos II e  sexto  evento do   Ciclo 2  do Projeto na área de  Arte e Tecnologia – “10 Dimensões: Diálogos em rede, corpo, arte e tecnologia (UFRN/UFPB/IFRN/FAPERN) em  Natal, Rio Grande do Norte, no Auditório do IFRN/Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Campus Avançado da Cidade Alta (antigo Liceu das Artes).

Teremos como convidados externos a Profa. Dra. Ludmila Pimentel, artista, pesquisadora e orientadora do Grupo de Ciberdança Elétrico, da UFBA/Universidade Federal da Bahia, http://www.agendartecultura.ufba.br/node/138 que nos falará por videoconferência da Alemanha, onde realiza seu pós-doutorado, acompanhada de sua orientanda e participante do grupo, Ana Carolina Frinhani que apresentará uma performance de dança ao vivo http://www.youtube.com/watch?v=_8YVI_DkWMo no IFRN, assim como oferecerá Mini-curso sobre o software Isadora, para apresentações em videodança e outras formas de arte que interajam com o corpo.

Contaremos ainda com a presença e participação da jovem artista com carreira internacional já consolidada na área de Arte e Tecnologia, Anaisa Franco, http://www.anaisafranco.com/ que conversará conosco sobre sua trajetória, assim como tratará de questões que tangenciam sua obra: A relação entre máquina e sentidos; ela também exporá no hall do Anfiteatro do IFRN a escultura sensível ao toque Unreachable Safety, 2009: http://www.anaisafranco.com/projects_unreachable.html

Mediará nossos debates o Prof. Dr. Marcos Bragato (dança) com o apoio do jovem artista Vinicius Dantas (Artes e tecnologia), ambos do Departamento de Artes da UFRN/Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

A 16ª Dimensão tratará, portanto, de trabalhos que instauram uma dialética dos vários sentidos, configurando cenicamente, imageticamente, sonora e corporalmente,  possibilidades poéticas e de sentido através do trânsito e migração do sensório em corpos já informacionais e como corpos expandidos pela ação poética. Abordará a complexidade das relações entre as determinações do corpo e a criação poética, entre outras questões, trazendo trabalhos que seja pela trajetória artística, seja por estabelecer um campo de ação vinculado ao trânsito e à intensificação dos sentidos, instauram um corpo intensificado e expandido pela dimensão poética.

Quando: Dias 19 e 20 de abril de 2012, às 17h00
Local: Auditório do IFRN/Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia, Campus Avançado da Cidade Alta, (antigo Liceu das Artes)
Av. Rio Branco, 743, Cidade Alta – Natal/RN, tel: 4005-2665.


PROGRAMA

1)Dia 19 de abril, quinta-feira:

17h00:

Palestras:

-Palestra com a Profa. Dra. Ludmila Cecilina Martinez Pimentel (videoconferência)

Construçao de Poéticas digitais da variável espaço/tempo: alguns experimentos

A palestra promoverá a revisão do conceito de poiesis, mais especificamente sobre a poiesis artística contemporânea que une linguagens tradicionais, como a dança, em interface com as novas tecnologias digitais. Além de discutir o conceito em si, também poderá analisar alguns exemplos e experimentos que ilustrarão a criação de poéticas digitais baseadas na variável espaço/tempo.

Vídeos:

Transbodies (2011)

Instalaçao Espelhos Cyborgs (2011)

Instalaçao i-Arch bodies (2009)

-Palestra com a artista Anaisa Franco:

Exploração do inconsciente através da máquina

A artista  apresentará trabalhos criados nos últimos anos juntamente com seu processo de criação. Ela tem desenvolvido esculturas robóticas que interconectam o físico com o digital; re-significando conceitos da psicologia, ela proporciona sonhos, comportamentos, imaginações e sentimentos para as mesmas, produzindo na máquina uma imaginação própria que funciona como um inconsciente maquínico sensível numa relação de interconexão do corpo como matéria escultural e do digital como materialização de pensamentos imagéticos.

Links:

Entrevista para Creators project

Floating Land

Suspended Reality

Expanded Eye

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apresentações ao vivo:

Grupo de Pesquisa em ciberdança Elétrico (UFBA): 

 

 

 

 

Ana Carolina Frinhani (apresentação da performance):

Virtual Dance Füller: O experimento

Baseado em obras da bailarina Loie Füller (finais do século XIX). Trata-se de uma performance que usa um cenário virtual para compor a obra. Ainda trata de uma ideia de corpo-tela, onde figurino e corpo se transformam constantemente com imagens projetadas.

Link de dois vídeos no you tube:

performance a ser apresentada

vídeodança projetado no figurino no momento da performance

Créditos:

Interpretação, pesquisa de figurino e coreografia: Ana carolina Frinhani; Imagens: Andréia Oliveira; Edição: Bruna Spoladore e Fausto Franco; Produção: Grupo de pesquisa Elétrico: Pesquisa em ciberdança UFBA; Orientação: Ludmila Pimentel; Música: Felipe Ayres; Fotos: Dayse Cardoso

Exposição e interação ao vivo com a obra  de Anaisa Franco
Unreachable Safety, 2009 

2)Dia 20 de abril, sexta-feira:

14hoo:  Mini curso com  Ana Carolina Frinhani:

Introdução a vídeodança com o software Isadora.

O Isadora é um software de dança desenvolvido para realizar diferentes performances artísticas. É um ambiente de programação gráfica para Macintosh e Windows que fornece controle sobre a mídia digital interativa, com especial ênfase para a manipulação em tempo real de vídeo digital. Nesse mini-curso, a intenção é apresentar esse software a artistas de diferentes áreas, participantes do evento com o intuito de propor novas maneiras de se fazer arte. (inscrições pelo site e no IFRN/Cidade Alta).

17h00: Mesa–redonda sobre Os sentidos nas poéticas tecnológicas.

Participação de :  Profa. Dra.Ludmila Pimentel (UFBA), Anaisa Franco, Mediação Prof. Dr. Marcos Bragato, apoio Vinicius Dantas (UFRN).

>>>FAÇA AQUI SUA PRÉ INSCRIÇÃO<<<

Bios:

Ludmila Pimentel é Professora Adjunta do Programa de Pós-Graduação em Dança e da Graduação em Dança na Escola de Dança da UFBA, Brasil, Pesquisadora Associada da HBK, Saarland, Alemanha. Doutora em Artes Visuais e Intermídias (UPV, Valencia, Espanha), Mestre em Comunicação e Cultura Contemporânea (FACOM-UFBA), Especialização em Coreografia, Licenciatura e Bacharelado em Dança pela Escola de Dança da UFBA. Líder do Elétrico – Grupo de Pesquisa em Ciberdança (CNPq) desde 2000 vem investigando interfaces entre a dança e as novas tecnologias digitais. Coreógrafa e videasta, já tendo apresentado trabalhos na Alemanha, Holanda, Cuba, Portugal, Espanha entre outros países. Integrante do coletivo interactive Arch bodies (Munich, Alemanha) e do Coletivo SLASH (Amsterdan, Holanda).

Anaisa Franco, 1981. Trabalha como artista. Desde 2006 ela tem desenvolvido trabalhos em Medialabs e residências em Instituições como Medialab PRADO, MECAD-ESDi, MIS, HANGAR, Lestruch e TAV Taipei Artist Village. Ela tem exibido internacionalmente em exposições como 5th Seoul International Media Art Bienalle em Seoul; Live Ammo no MOCA em Taipei; EXIT Festival em Paris; ARCOmadrid, Vision Play no Medialab PRADO; Sonarmática no CCCB em Barcelona; Tekhné no MAB e Mostra LABMIS em Sao Paulo, entre muitas outras. É mestre em Arte Digital e Tecnologia pela Universidade de Plymouth na Inglaterra, financiada pela Bolsa Alban e Bacharel em Artes Plásticas pela FAAP em São Paulo.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: